Thursday, May 3, 2007

Mães e madrastas

Já sabemos que educar os próprios filhos é muito mais complicado do que pensávamos quando só víamos os dos outros. Há que ter muita, muita paciência, em especial naqueles dias em que eles parecem ter como objectivo principal testá-la... Ontem foi um desses dias: a R., durante o banho, esticou a corda até mais não poder. Molhou-me, molhou o chão, disparatou, em suma. Eu decidi que não ia ralhar nem levantar a voz. Deixei-a fazer todos os disparates até ao fim, vesti-a e depois dei-lhe uma toalha e mandei-a limpar o chão da casa de banho.

A surpresa foi total, mas lá foi ela (e até com muito jeito, diga-se). Mas, claro, não tardou a argumentação: "- Mas eu não gosto disto... isto é coisa de grandes. Parece a Gata Borralheira!" Claro que, nesta altura, já eu ria às escondidas cá fora. Acabou a limpeza, mas ainda a dizer: "- É como a Gata Borralheira, mas ao contrário. Lá, foi a madrasta que entornou o balde da água para ela limpar!"

1 comment:

pedro said...

Coitadinha da R.
Mas vou fixar esta técnica para um dia usar com a C. Desconfio que vai ser preciso!